Resenha: Conhecemos o pocket game do Escape 60 baseado no suspense “Escape Room”

Crédito da foto: Angela Debellis

Sala: Escape Room (Pocket Game)

Onde: @westplaza em parceria do @escape60oficial e da @cinemarkoficial

Equipe: Usurpador e Mãozinha

Resultado: Não escapamos

Status: Sala disponível até 25 de fevereiro

O cenário recria um dos ambientes vistos no suspense “Escape Room”, atualmente em cartaz no Brasil e propõe aos escapers uma fuga antes que a sala chegue a níveis de temperatura insuportáveis.

É importante dizer que a temperatura não sobe de fato no local e nada tem o intuito de causar incômodo real aos participantes.

O ambiente apesar de bem restrito, afinal a duração máxima do jogo é de 10 minutos, conta com detalhes muito bem planejados para a solução dos enigmas que são interessantes e coerentes.

Perdemos muito tempo no início e acabamos não cumprindo a última tarefa, mesmo com tudo em mãos. Mais 3 segundos bastariam.

A participação ativa da monitora, que permanece na sala durante a partida, pode ser intimidadora para alguns, mas é de grande ajuda no quesito imersão.

O jogo é gratuito e cada partida comporta grupos de dois a cinco participantes.

Confira a resenha de nossa companheira de equipe:

A Toupeira

Redação ED

4 Replies to “Resenha: Conhecemos o pocket game do Escape 60 baseado no suspense “Escape Room””

  1. Pingback: Boutiq carts
  2. Pingback: phim hoat hinh
  3. Pingback: rich89bet

Comments are closed.